Vídeo: O Jornal do Catu Notícias desta segunda mostrou as reivindicações dos moradores da Rua Princesa Isabel no Gravito

O jornalismo do Catu Notícias exibiu na manhã desta segunda-feira (11), durante o Jornal do Catu Notícias (transmissão ao vivo em nossa página no facebook) as reivindicações dos moradores da rua Princesa Isabel no bairro Gravito.

A Rua está dentro do projeto das ruas que seriam pavimentadas pela prefeitura com recursos oriundos de empréstimo obtido através da Agência de Fomento do Estado da Bahia (DESENBAHIA), mas que tiveram as suas obras paradas após denuncias dos vereadores da oposição que suspeitavam de irregularidades.

Após dois anos paralisadas, no dia 12 de dezembro de 2018, a presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Maria do Socorro Barreto Santiago, determinou o reinício das obras de pavimentação que estavam suspensas devido à liminar do Ministério Público que suspeitava de irregularidades.

Na ocasião, o governo municipal informou: “a derrubada da liminar é fruto da clareza das explicações e da total ausência de irregularidades em todo processo que norteou a contratação do empréstimo”.

O fato é que após a decisão do TJ-BA as obras, em sua maioria, continuam paradas, a exemplo da Rua Princesa Isabel no Gravito.

Assista ao vídeoreportagem:

O Tribunal de Justiça fundou a decisão alegando que a interrupção das obras ofenderia a ordem pública ao desperdiçar os recursos já empregados na parcela do trabalho feito, como também negaria a população obras “considerados de extrema importância para a sociedade”, segundo os autos.

As obras são frutos de um empréstimo junto a Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) de R$ 9.942.155,94. O município já sacou um total de R$ 2,5 milhões do empréstimo celebrado em duas parcelas para emprego nos serviços interrompidos mediante liminar obtido pelo MP.

Edição: Catu Notícias

Deixe seu Comentário