STF determina buscas contra suspeitos que ofenderam ministros da Corte

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou hoje (21) as primeiras medidas no inquérito que investiga ofensas a ministros da Corte. A investigação ocorre em sigilo e as ações começaram a ser cumpridas pela manhã. Policiais federais cumprem mandados de busca e apreensão nas casas de suspeitos em São Paulo e Alagoas.

Relator do caso, Alexandre de Moraes determinou que dois delegados sejam responsáveis pela investigação. O ministro também anunciou que a servidora do Supremo Cristina Yukiko Kusahara vai organizar, dentro da Corte, os trabalhos da equipe responsável pelo inquérito.

Alvo de críticas de procuradores da República que atuam na Operação Lava Jato, o inquérito também dividiu juristas e até mesmo integrantes do STF. Um dos magistrados mais antigos da Suprema Corte, o ministro Marco Aurélio Mello foi uma das vozes críticas à decisão de Dias Toffoli de instaurar a investigação.

Fonte: M1

Deixe seu Comentário