Sri Lanka bloqueia redes sociais após ataques a igrejas católicas e hotéis

O governo do Sri Lanka bloqueou o uso de redes sociais após os ataques a igrejas católicas e hotéis que deixaram ao menos 207 mortos e 450 feridos. Estão fora do ar Facebook, WhatsApp, Instagram, YouTube, Viber, Snapchat e Facebook Messenger, de acordo com a rede de monitoramento NetBlocks.

Autoridades disseram no domingo (21) que iriam bloquear temporariamente as redes para evitar a disseminação de notícias falsas e acalmar tensões durante o período de investigações. Elas temem que boatos alimentem discursos de ódio e gerem mais violência.

O governo também impôs um toque de recolher das 18h às 6h (horário local).

Fonte: G1

Deixe seu Comentário