Catu: Central de Notificação de Infração de Trânsito terá início no dia (15)

O número de veículos no Município de Catu, quase que triplicou nos últimos 12 anos. Pulou de pouco mais de seis mil em 2007 para dezoito mil veículos em 2019. Enquanto isso os espaços públicos não suportando esta demanda, parece ter encolhido. A partir daí os problemas passaram a surgir com muita intensidade, e por conta desse fenômeno social, vem gerando inúmeros transtornos, principalmente no centro da cidade e adjacências. A prática de estacionar em qualquer lugar, em cima de calçadas, na contramão, obstruir vias, ocupar espaços específicos, tornou-se uma rotina que tem provocado aborrecimentos e desconfortos na população.

É responsabilidade do órgão de trânsito a fiscalização e ordenação dos espaços públicos. E baseado na Lei 9.503/97, que estabelece o CTB – Código de Trânsito Brasileiro, no âmbito das infrações, compete a CMTT, como órgão municipal de trânsito, cobrar o cumprimento das competências estabelecidas para que de forma democrática possam estes espaços serem ocupados por todos.

Assim, tornamos conhecido de todos os cidadãos, que no prazo de 15 (quinze) dias, a contar desta data, a CMTT estará colocando em funcionamento a central de Notificação de Infração de Trânsito. O objetivo é manter a ordem pública, preservar o direito das pessoas de ir e vir, focando na valorização da vida.

Fonte: Ascom

    • José Rubens
    • 2 de abril de 2019
    Responder

    Tem qud regulamentar as paradas de onibus.
    Na frente do ACEC por ex. Nunca foi ponto de onibus da mesma forma na esquina da catuense,nafrente da casa do sofá.
    Tem que multar mesmo.

Deixe seu Comentário